Terça-feira, 15 de Abril de 2008
Bisavó take 2!

Agora vamos descer ao complicado mais compicado que pode haver. Dificilmente pode haver coisas assim, mas nesta casa de aventuras constantes, tudo é possivel e posso sempre surpreender com novas histórias para dormir.Ora, por vezes recebemos a visita da avô da minha mulher, que nos visita, por um a dois meses. Octogenária e com uma cara simpática, tem já muitos dos seus nerónios em curto circuito, o que quer dizer neste caso que suspeitamos que seja bipolar. Quando está no seu auge, liga a grafenola e fala dia e noite.... sim fala e adormece a falar e fala a dormir, fala a comer enquanto engole e enquanto está a enviar um fax para Taiwan também fala...deve ser pra ver se recebe confirmação via sanita através dum "sploch" , fala sózinha e fala para toda a plateia, sem ninguém perceber nada do que diz, pois fala à velocidade da luz.... eu como boa pessoa finjo raramente estar atento aos seus diálogos e abano a cabeça em tom de consentimento e murmurando ..."sim".... "exacto"...." compreendo".... o que nem sempre é bom de todo, pois o nosso filho pode estar a regar a casa com gasolina e vemos a senhora a passar por nós na hora do noticiário e ouvimos ela a dizer "mhhhmmmm, mhmmmhh mmmhmm gamhsomhmlina...." e segue para a sua vida, nisto o nosso jovem de ano e meio é capaz de (imaginemos... não é real claro!!) num fósforo e ateia fogo ao cortinado à frente dela e a rir-se como todos os miudos que estão super entretidos.

A bisavó dele levanta a bengala e depois de o quarto estar a ser devorado pelas chamas diz algo como..."não deves fazer isso". Alguém vê aqui o erro cometido? Claro...devia ter-se aberto a porta e a janela para fazer corrente de ar :D.... bom na realidade a senhora podia dar uma bengalada no jovem, para o desmotivar logo ao principio, ou quando passasse por nós, pegava em nós e alertava-nos, mas só depois da merda estar feita é que ela diz que não se deve fazer ou depois disso é que nos alerta.À uns meses atrás tinha um escadote desarumado  na entrada, vim do trabalho e pergunteise podia arrumar, para o nosso filhote, não imaginar subidas ao Everest. Sogra disse que não senhor, que ainda iriam precisar dele... no entanto nem fechar o escadote me foi deixado fazer.... podia receber alguma critica tirada dos seus volumes estudados para as reclamações da hora. Ora o piolho, pensou mesmo que era uma montanha, e à frente da bisavó que se manteve na boa só na onda dela, o gajo subiu quase até à altura do tecto, quando se pôs em pé é que se acedeu a buzina do alarme na velhota e disse algo como " O menino.... o menino...." alguém percebe?Pois eu também não.... tem mesmo que se dar o desconto aos neurónios que já foram exterminados.

publicado por Aires às 18:59
link do post | manda a posta de pescada | favorito
mais sobre mim
pesquisar nesta casota
 
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
posts recentes

Andar no planeta Marte......

Loucura ou demência em ép...

Engano de verão

Leite diluido ou misturad...

Razões para troca de miúd...

Abrir precedentes

News

Monstros na sopa

Aniversário

Visita de Domingo

arquivos

Fevereiro 2015

Novembro 2011

Setembro 2009

Agosto 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds