Sexta-feira, 4 de Abril de 2008
A eterna questão da loiça

Na realidade, acho que qualquer coisa é eterna em termos de dúvidas naquela casa.

Em Outubro ou Novembro. disse-me a minha sogra, para quando chegásse a casa, deixar a loiça e não me preocupar que depois ela trataria de tudo para ficar à maneira dela. Ponto assente para mim, se já não me deixavam fazer quase nada naquela casa e era acusado de "lamber" a loiça em vez de a lavar, agora é que não devia mexer uma palha.

Ora passado uns tempos, a minha querida sogra já se fartou de lavar a minha loiça.... agora fala para a atmosfera, acusando-me de ser um lorde que não quer fazer nada. Não percebo nada desta merda. Ou sim ou sopas. Infelizmente não a consigo agradar e para variar, já é dificil vê-la mesmo que seja pintada.

publicado por Aires às 19:22
link do post | manda a posta de pescada | favorito
mais sobre mim
pesquisar nesta casota
 
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
posts recentes

Andar no planeta Marte......

Loucura ou demência em ép...

Engano de verão

Leite diluido ou misturad...

Razões para troca de miúd...

Abrir precedentes

News

Monstros na sopa

Aniversário

Visita de Domingo

arquivos

Fevereiro 2015

Novembro 2011

Setembro 2009

Agosto 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds